Inhotim é o maior Centro de Arte Contemporânea da América Latina (100 hectares) à céu aberto.
Criado em 2004 por Bernardo Paz, para guardar sua coleção de obras de arte, a qual pertencia à sua esposa, a artista plástica carioca Adriana Varejão.
Em 2006 foi aberta ao público para visitação sem agendamento prévio.
O Centro de Arte Contemporânea Inhotim, conta com numerosas obras de arte modernista e também com um rico acervo de arte contemporânea que inclui artistas renomados como Guignard, Di Cavalcanti e Portinari.
São 450 obras de artistas brasileiros e estrangeiros com destaque para trabalhos de Cildo Meireles, Tunga, Vik Muniz, Hélio Oiticica, Ernesto Neto, Matthew Barney, Doug Aitken, Chris Burden, Yayoi Kusama, Paul McCarthy, Zhang Huan.
Jardim botânico (com mais de 4.000 espécies), jardins, lagos, galerias de arte, tudo circundado por mata nativa, compõe este museu. No Instituto pode ser visto o único exemplar da “flor cadáver” na América Latina; tida como a maior flor do mundo e caracterizada por ter um odor típico de um corpo em decomposição. O espécime floresceu pela primeira vez em 15 de dezembro de 2010 e novamente em 27 de dezembro de 2012.
O museu conta com 98 bancos do designer Hugo França. O primeiro banco foi colocado no jardim em 1990, sob a sombra da árvore tamboril, um dos símbolos do parque. Os bancos são feitos de troncos e raízes de pequi-vinagreiro, árvore comum na mata atlântica, que são encontrados caídos ou mortos na floresta. Os bancos são manufaturados no próprio local, revestidos com verniz para maior durabilidade e preservação.
Em fevereiro de 2010, os pavilhões em cubo branco foram substituídas por instalações transparentes. A intenção é promover o diálogo com o entorno de montanhas e mata.
Topônimo: “Inhotim” é oriundo do nome do antigo proprietário de terras da região, um geólogo inglês conhecido por Timothy ou Tim, onde o tratamento, na época, partiu de “senhor Tim”, derivando para o típico “Nhô Tim”, que se tornou, finalmente, “Inhotim” (fonte Wikipédia).

Passeio: Inhotim
Duração: 10 horas
Pessoas: mínimo 2
Valor: R$ 150,00 por pessoa
Guia: não
Obs.: exceto às segundas-feiras, entrada franca às quartas-feiras.

Reserve agora:

Informações: · ingressos, taxas de visita, entradas, passagens ou refeições não inclusos; · transporte (vans ou automóveis executivos) com guia local especializado; · para grupos maiores ou menores, consulte-nos; ∙ aceitamos todos os cartões de crédito; ∙ todos os passeios são coletivos; ∙ oferecemos passeios privados – sob consulta; ∙ reservas com 30% como adiantamento; ∙ para todos os roteiros: visitação aos principais monumentos históricos, praças, museus, igrejas; ∙ os museus e igrejas em Ouro Preto não abrem às segundas-feiras; exceção Museu do Oratório (fechado às terças); ∙ solicite guia bilingue (preço diferenciado);

Inhotim - Ourotour
Inhotim - Ourotour
Inhotim - Ourotour
Inhotim - Ourotour

Avaliações

Ainda não há avaliações.

Faça uma avaliação

Classificação